Publicidade

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Os navegadores da Microsoft perdem 300 milhões de utilizadores!





Microsoft perde 300 milhões de usuários em seus navegadores.



Você deve se lembrar que antigamente os únicos browsers que existiam eram o Internet Explorer e o saudoso Netscape Navigator.  Era uma época onde as pessoas só entravam na Internet de madrugada de segundas as sextas e finais de samana após as 14 horas (por causa da conexaõ de modem e da tarifa da ligação). Essa foi uma época onde o navegador  Internet Explore se tornou o navegador padrão do mercado, enquanto o Netscape definhava de forma bastante rápida.

Pois bem, os tempos mudaram, e o mercado se tornou muito mais competitivo do que era antes, e o Internet Explorer ganhou muitos concorrentes, sendo que os mais fortes são o Mozilla Firefox e, principalmente, o Google Chrome. E as coisas não parecem estar indo  nada bem para a Microsoft.

De acordo com os dados do Net Marketshare, o navegador Google Chrome se tornou líder do mercado de navegadores, deixando o IE em segundo e tendo uma taxa de abandono muita alta.


Para poder competir nesse mercado, a Microsoft lançou um novo navegador, o Microsoft Edge, mas o novo navegador não parece ter surtido o efeito desejado. De acordo com a Net Application, as taxas de abandono dos browsers da Microsoft estão aumentando, em Dezembro de 2015 o IE e o Edge era usados por cerca de 800 milhões de pessoas em todo o mundo, e esse valor caiu para 506 milhões de utilizadores em Setembro de 2016.

E  nos meses entre Agosto e Setembro de 2016, mais 33 milhões de utilizadores abandonaram o IE e o Edge.



De acordo com informações que foram levantadas pela ComputerWorld, a Microsoft perderá 25% do mercado de navegadores em apenas um ano, se as coisas permanecerem assim. Apenas um navegador apresentou tamanho abandono de utilizadores, e isso aconteceu na década de 90, com o Netscape.

O Edge trouxe algumas inovações, segundo a própria Microsoft, ele é o melhor navegador para a reprodução de vídeos e o navegador que menos consome bateria de notebooks como é mostrado nesse teste. Mas, agradar ao mercado e, principalmente, os consumidores esta sendo uma missão bastante difícil para a Microsoft.

Até a próxima!!!